quarta-feira, 28 de setembro de 2011

HISTORIA DO THE DOORS


foto10.jpg


A banda The Doors surgiu no verão de 1965, criada por Jim Morrison e Ray Manzarek, que haviam acabado de se formar em cinema pela UCLA. Saindo de lá, se tornaram a banda da casa do prestigiado Whiskey a Go Go, abrindo shows para grandes artistas como Them, Sonny & Cher e Frank Zappa and the Mothers of Invention. Jim, provavelmente em uma viagem lisérgica, incluiu uma nova passagem à canção The End no palco do Whiskey a Go Go. Isso enfureceu o dono do lugar, que colocou a banda porta à fora após a apresentação, jurando que os Doors nunca mais colocariam os pés no Whiskey. Os integrantes da banda ficaram desesperados, achando que a carreira musical do grupo terminaria naquele momento. A crítica também não poupou elogios ao LP, que é até hoje
de Liverpool (Echo & the Bunnymen). Nele, o baterista contava, principalmente, seu difícil relacionamento com Jim Morrison. Ray Manzarek, eterno defensor de Morrison e dos Doors (quase tudo relacionado à banda tem seu dedo), revidou no fim dos anos 90 com o seu With the Doors, onde além de atacar o baterista, detona o filme de Oliver Stone (muitos dizem que é inveja, já que Ray sempre quis levar às telas sua versão da história da banda) e eleva mais ainda a imagem mítica de Morrison.
    Além de escritores, os ex-Doors também continuaram no mundo musical. No último ano da década, mais coisa: uma compilação de todos os discos com a presença da voz de Jim Morrison e mais uma faixa inédita, The Woman Is a Devil, deixando os fãs com água na boca por causa do som restaurado e das reproduções fieis dos encartes e capas das edições originais. considerado um dos melhores da his-tória do rock. No meio disso tudo, a imprensa considerou os Doors como a resposta americana aos Beatles e aos Rolling Stones.
    Jim Morrison começou a ser cha-mado de Rei Lagarto com o lança-mento de Waiting for the Sun, em 68. Isso porque na faixa "Not to Touch the Earth" ele cantava os se-guintes versos: "I'm the Lizard King / I can do anything" ("sou o Rei Lagar-to/ posso fazer qualquer coisa").
  Antes do lançamento do quarto disco da banda, o orquestrado e exagerado The Soft Parade ocorreu o que é tido como o começo da queda de Jim Morrison. Em 29 de agosto tocaram no festival da Ilha de Wight (único grande festival de que participaram) e no dia 12 de dezembro fizeram seu último show com o vocalista, no The Warehouse, em Nova Orleans. Foi ali que notou que Jim realmente havia perdido seu vigor e energia, e os Doors estavam realmente no fim.
    Mesmo com a morte de Jim, os outros três integrantes decidiram continuar juntos e manter o nome da banda. Apesar do disco não ter feito muito sucesso, a banda entrou em turnê e em 72 lançou Full Circle. Em 1982 foi lançado o disco ao vivo Alive, She Cried, que apresentava em sua maioria sobras do Absolutely Live, atingindo uma ótima colocação nas paradas americanas. Logo depois foi lançada uma trilogia em VHS dirigida por Ray Manzarek (Dance on Fire, Live at the Hollywood Bowl e The Soft Parade), mostrando a banda em momentos ao vivo e de intimidade. Ou seja: quase duas décadas depois do fim, os Doors voltaram ao auge, e ainda influenciaram uma nova geração, como artistas da própria Califórnia e ingleses


wlpr_jim_morrison_1152.jpg
jimmy.gif

Nome completo: James Douglas Morrison

  • O Ícone do Rock: Jim Morrison
  • O Poeta: James Douglas Morrison
  • O Homem Alcoolizado: Jimbo
  • Nascimento: 08/12/43, Melbourne - Flórida
  • Estado civil: Solteiro
  • Cor favorita: Azul Turquesa
  • Comida: Carne
  • Hobby: Corrida de Cavalos
  • Desporto: Natação
Influências musicais: Love, The Kinks, Beach Boys, Frank Sinatra e Elvis Presley

Ator predileto: Jack Palance e Sarah Miles  

Grande amor: Pamela Susan Courson  
  
A sua postura diante da vida: absolutamente contra os condicionamentos sociais que cegam as pessoas, contra todo tipo de autoritarismo - e talvez por isso sua imagem e força persista nas mentes das gerações até hoje

Programa de televisão preferido: noticiários/jornais

O que mais chamava a sua atenção numa mulher: cabelos, olhos, voz, andar

Planos/ambições: fazer filmes e poemas

"Inicialmente eu não tinha a intenção de fazer parte de uma banda. Queria fazer filmes, escrever peças, livros. Quando me vi numa banda, quis trazer algumas dessas idéias dentro disso".
  



jmbust.jpg
negative_animation_1.gif
O corpo de Morrison foi enterrado no cemitério de Père-Lachaise, em Paris, França. Trata-se de um dos mais antigos e famosos cemitérios da Europa. O compositor clássico Chopin e o escritor Oscar Wild também estão enterrados lá.
   O espaço do túmulo de Jim Morrison foi contratado até o ano de 2001, mas constantemente há processos e pedidos de remoção do corpo em virtude de inconvenientes gerados aos outros freqüentadores do cemitério, perturbados com a grande quantidade de fãs de Morrison que insistem em pichar as lápides das sepulturas e levar lembranças para o ídolo. A qualquer momento o corpo pode ser removido para outro cemitério, provavelmente em Los Angeles.
   Sobre a lápide de Jim Morrison está escrito "Kawa Ton Aaimona Eaytoy". A inscrição em grego significa "queime seu demônio interior".


grpgif.gif
Os membros do grupo

 

balboa_2_lg.gif
Ray Mansarek tinha mais quatro anos que Jim, nasceu em Chicago em 1939
robby2.jpg

Nome completo: Robert Alan Krieger

   Robby Krieger andava na aula de meditação de John e Ray e entrou nos Doors para "substituir" um dos dois irmãos de Ray que desistiam da banda.
   Com dezanove anos, Robby era o mais novo dos quatro. Era também o menos imponente. Tinha cabelos castanhos-escuros e olhos verdes desmaiados, e um ar desorientado, que alguns pensavam ser devido a  drogas ou a lentes de contacto mal ajustadas
mainpic.jpg
John tocava bateria desde os doze anos. Tinha tocado percussão na University High School, em West Los Angeles, depois mudou para jazz durante a Universidade, que tina começado a frequentar na cidade de Santa Mónica.
01.jpg
Nome completo: James Douglas Morrison

Curiosidades

O nome foi inspirado numa citação de William Blake e Aldous Huxley, "Se as portas da percepção forem abertas, as coisas irão surgir como realmente são, infinitas". Jim Morrison costumava ainda dizer que "Entre as coisas conhecidas e as coisas desconhecidas existem as portas". 
   A banda Os Doors nunca tiveram um baixista fixo, geralmente sendo Ray Manzarek responsável por fazer as linhas de baixo no teclado.

   Robby Kreiger não costumava trocar freqüentemente as cordas de sua guitarra, achando que a sonoridade das cordas velhas era superior à sonoridade de cordas novas.

   O single mais vendido dos Doors foi Light My Fire. A música foi número 1 por três semanas e ficou entre as 40 mais vendidas durante 14 semanas.
Riders O The Storn é a última faixa do último álbum de Jim Morrison com The Doors. Foi o último grande sucesso do grupo .
O titulo da canção foi retirado de um poema do escritor maldito Hart Crane, que se suicidou saltando de um navio na costa do México.

The Crystal Ship é um dos mais célebres hinos de celebração à experiência dos sentidos com as drogas. A expressão “crystal ship” se referia ao comércio de alucinógenos (cristais) e a letra da música fala de uma viagem de forma surpreendentemente suave e delicada.
A origem da letra, porém, vai mais longe. Jim misturou o rompimento com uma de suas namoradas com uma lenda céltica pouco conhecida.
Segundo a mitologia, o herói Connla é seduzido e levado por uma deusa a um paraíso na terra além-mar em um navio mágico, feito de cristal e capaz de singrar água ou terra firme. O verso “mil sensações” (thrills) era, originalmente, “mil pílulas” (pills).

Nenhum comentário:

Postar um comentário