domingo, 25 de setembro de 2011

História Detalhada

História do Maiden
Em meados 1975 um menino chamado Steve Harris tem a idéia de formar uma banda de Heavy Metal no que se deu o nome de Iron Maiden, naquele momento ele não sabia o que realmente estava criando e o que viria se tornar.
Uma das maiores formações do Heavy Metal que depois de 28 anos continua no auge.
A origem do Iron Maiden vem um pouco antes de 1975, nas ruas cinzentas “East End londrino“, resistiu à monotonia e pobreza dos bairros da periferia. Londres naqueles anos era o centro do negócio musical, e todo mundo tentava tirar a sorte grande.
Steve Harris abandonou uma carreira como jogador de futebol, membro fundador do Iron Maiden, ele já tinha experiência em outras bandas, algumas de tendência punk, assim em 1972 junto com seu amigo Dave Smith, começaram a tocar juntos e em poucos meses criaram uma banda chamada “Infuence” passado algum tempo mudaram o nome da banda para “Gypsy’s Kiss”.
Junto com Harris estava Dave Smith (guitarra), Bob Verschoyle (vocal) e Tim Wotsit. Foi com esta banda quando Steve Harris estreou na Igreja de St. Nicholas em Popcar, com seu primeiro baixo, uma copia de Fender Telescarque custou umas 40 Libras.
Depois de algumas apresentações Steve Harris abandonou “Gypsy’s Kiss” e foi para outra banda chamada “Smiler” fundada por Doug Samson (bateria), Mike Clee (guitarra), Tony Clee (guitarra) e Denis Wilcock (vocal). Dessa banda saiu “burning ambition” e mais tarde Steve abandonaria a banda.
Nenhum desses projetos agradava Steve Harris, sua idéia era formar uma autentica banda, que se chamou Iron Maiden. O nome da banda vem de um instrumento de tortura medieval, este instrumento tem o formato de uma pessoa, com alguns espetos por dentro. Quando a pessoa era colocada dentro do instrumento, o carrasco girava uma manivela do lado de fora, fazendo com que os espetos furassem o corpo da vítima.
Rapidamente Harris começa a buscar seus primeiros colaborados, certamente amigos do East End, assim a primeira formação estavam Paul Day (vocal), Dave Sullivan (guitarra), Terry Rance (guitarra), Ron Matthews (bateria) e o senhor Steve Harris no baixo. Com essa formação tentaram gravar alguma música, mas ficou muito caseiro, muitos integrantes da banda levaram essa gravação como um hobby entretanto para Steve Harris era muito mais sério, ele se preocupava com o respeito da banda e com os produtos dos companheiros, com tanta preocupação com a banda seus amigos colocaram o apelido de “Bomber Harris, Enterprises”.
Como afastamento de Paul Day da banda (que mais tarde estaria em “More” e “Wildfire”) Harris contou com a colaboração do vocalista da antiga banda “Smiler” Dennis Wilcock. Foi o mesmo cara que aconselhou a entrada de Dave Murray na banda. Dave já havia feito alguns ensaios para entrar para a banda “Warlock” (antiga banda de Dennis Wilcock). O curioso é que seis meses depois de entra na banda “Warlock” Dave foi expulso ao discutir com Dennis, Dennis não gostou que Dave se uniu a banda “Urchin” banda liderada por seu amigo Adrian Smith.
História do Maiden
Dave e Adrian eram amigos há muito tempo, trabalhavam juntos em uma loja eram vizinhos e cresceram juntos no Leste de Londres. Em 1972 Adrian e Dave estrearam tocando versões de Marc Bolan em Church Hall. Depois tocariam pelas ruas do oeste londrino. Sua primeira formação foi “Evil Ways” nos tempos do colégio, junto com eles estavam Maurice Coyne (guitarra), Barry Tyler (bateria) e John Hoye (baixo), mas Dave Murray logo deixou a banda.
Steve Harris continuava pensando que Dave devia continuar na formação do Iron Maiden, assim uma noite ele foi a atual do Miaden em Urchen e foi convencido a retornar para a banda, esse retorno foi motivo por Dennis Wilcock deixar o grupo. No final de 1977 se uniram ao grupo Doug Sampson e Paul DI’Anno que trabalhava de engenheiro numa companhia petrolífera. Paul DI’Anno nunca havia cantado em uma banda de heavy metal, tinha mais relacionamento com gente do punk ou reggae sua banda anterior se chamava “Bird of Pray” de algum modo isto levou Paul a ter algum reconhecimento na cena musical britânica
Steve Harris teve muitos problemas para apresentar o grupo, era a época do movimento, tudo relacionado a heavy metal era mal visto e ninguém se arriscava a apresentar um novo grupo, foram feitas numerosas ofertas para que o grupo mudasse de estilo de música, mas Steve sempre se negou.
A estréia de Paul DI’Anno no Maiden ocorreu em 31 de dezembro de 1977 em Ruskin Arms Pub, o repertorio incluía ‘Iron Maiden’, ‘Prowler’, ’Transylvania’, ‘Inncocent Exile’ e ‘Burning Ambition’. Harris: “Recordo especialmente os concertos em Ruskin Arms Pub, The Cart e Horses onde nos apoiaram nos deixando tocar ali onde não se podia tocar em nenhum outro lugar”.
Era divertido, conta Harris, chegávamos ao Pub as sete, tomávamos umas cervejas com os amigos, tomávamos banho e vestíamos a roupa que iríamos subir no palco, na qual levamos em uma mochila.
Murray: ‘tínhamos uma caminhonete chamada “The Big Goddness” onde pusemos os equipamentos e as camas para dormir. Nessa época o dinheiro era curto, pois tínhamos que pagar o equipamento, a gasolina, etc. Mas sabíamos que o Iron Maiden algum dia chegaria longe’.
No final de 1978, os integrantes do Maiden perceberam que para sair da rotina de tocar em pubs do East End teriam que gravar um demo, assim em 30 de dezembro de 1978, Harris, Murray, DI’Anno e Sampson foram para os estúdios Cambridge Spaceward e gravaram ‘Iron Maiden’ ‘Ivasion’ e ‘Prowler’.
No inicio de 1979 Murray deu uma fita demo para Neil Key, um conhecido condutor de rádio especializado em hard rock que trabalhava na ‘Bandwagon Heavy Metal Soundhouse’, no primeiro momento Neil ficou surpreso com a qualidade técnica da banda, sobretudo a maneira em que Steve Harris e Dave Murray tocavam. Em pouco tempo ‘Prowler’ era uma das músicas mais pedidas no programa do Neil.
As atividades do Iron Maiden não paravam e seus shows eram para a juventude britânica uma válvula de escape dos problemas cotidianos.
Foi em 1979 que a figura de Rod Smallwood, empresário da banda na atualidade, nasceu no condado de Yorkshire (Inglaterra) e desde então ele esta próximo do Maiden. Sem duvida era o cérebro para o grande sucesso do Iron Maiden.
Rod Smallwood escuta a fita em Abril de 1979 e Harris falou por telefone com Rod, que disse que gostaria de ver uma apresentação ao vivo da banda, mas já na primeira música houve um desentendimento com o dono do pub e não tocaram, mas isso não impediu o primeiro encontro do Maiden com Rod Smallwood, foi marcado uma nova apresentação que também teve seus problemas, Paul DI’Anno foi preso pela polícia por porte de arma branca, no que ocasionou o Maiden a tocar a primeira e única com um trio e com Steve Harris no vocal!
Harris: ‘acabamos fazendo um concerto instrumental e excepcional principalmente os últimos 5 minutos’.
Para Rod Smallwood pouco importava que não tivesse vocal, imediatamente se dedicou a ser o empresário da banda e se esforçou ao Máximo para elevar a banda.
História do Maiden
A fúria do Maiden pouco a pouco foi atraindo mais gente e East End foi ficando pequeno, aquela altura sua música já tinha chegado aos ouvidos de Londres.
Devido ao grande interesse que havia criado ao redor da banda, decidiu auto financiar seu primeiro trabalho. As músicas da fita demo foram publicadas pela gravadora independente ‘Rock Hard Records’ com o titulo de ‘The soundhouse Tapes’ em homenagem ao clube Soundhouse, que há pouco tempo atrás tinha sido palco de muitos shows o Maiden.
As mudanças continuaram a ser constantes, Doug Sampson deixou o grupo por problemas de saúde o substituto foi Clive Burr, um baterista que tocava no ‘Sampson’ ao mesmo tempo se uniu a banda Tony Parsons que anteriormente havia estado com outros guitarristas como Paul Cairns e Paul Todd.
‘The Soundhouse Tapes’ estava funcionando muito bem, vendeu 3.000 copias na primeira semana, foi tão êxito que no seminário ‘Sounds’ os presenteou junto com Def Leppard e Saxon a melhor promessa do Heavy Metal Anglo, também tiveram a oportunidade de telefonas para ‘Motorhead’ e tiveram um grande sucesso no ‘Marketing Londrino’.
A banda fez uma segunda edição do Soundhouse... E no total foi vendido mais de 18.000 copias as coisas não podiam estar melhor para o Iron Maiden.
Foi durante novembro de 1979 quando o Maiden iniciou sua pequena turnê pela Inglaterra, organizada e dirigida por Rod Smallwood, mas com certeza seu primeiro e maio lucro foi assinar um contrato com a gravadora EMI, a qual decidiu incluir uma recopilação de novas bandas do metal chamada ‘Metal for Muthas’ e nela o Iron Maiden teria duas faixas.
O lançamento do disco foi em fevereiro de 1980 e ali figuravam outras bandas como ‘Praying Mantis’ e outras promessas do gênero, a surpresa foi que nenhuma das faixas pertencia ao ‘The Soundhouse Tapes’ a não ser ‘Sanctuary’ e ‘Wrathchild’.
No começo de 1980 Dennis Stratton substituiu Tony Parsons que abandonou o grupo por problemas de trabalho. Dennis era o mais velho da banda, tinha 25 anos quando entrou curiosamente umas semanas antes do Maiden gravar seu primeiro álbum. Sua carreira foi curta, durou bem menos que um ano, mas foi o suficientemente produtivo e criou músicas importantes para o Maiden como ‘Running Free’ e ‘Remember Tomorrow’.
EMI conseguiu numerosas apresentações na televisão, mas a mais importante foi em 21 de fevereiro de 1980 no ‘Top of the Pops era a primeira vez desde 1973 que uma banda tocava ao vivo na BBC, o ultimo a tocar foi ‘The Who’, o Maiden tocou nessa oportunidade ‘Running Free’.
História do Maiden
Todos estes fatos provocaram o tão esperado lançamento do primeiro LP chamado ‘Iron Maiden’ em 14 de Abril de 1980, produzido por ‘Will Malone’ este é um dos discos mais representativos da banda, cabe mencionar que na ‘Fear of the Dark Tour’ tocaram seis faixas do seu disco de estréia e sem mencionar que para muita gente a músicas ‘Running Free’ é um hino do NWOBHM. Além do mais este disco é considerado um clássico entre os clássicos.
Este álbum em poucas semanas chegou à quarta posição no top britânico. Estes trabalhos contem novas versões de ‘Prowler’ e ‘Iron Maiden’.
Todos estes fatos provocaram o tão esperado lançamento do primeiro LP chamado ‘Iron Maiden’ em 14 de Abril de 1980, produzido por ‘Will Malone’ este é um dos discos mais representativos da banda, cabe mencionar que na ‘Fear of the Dark Tour’ tocaram seis faixas do seu disco de estréia e sem mencionar que para muita gente a músicas ‘Running Free’ é um hino do NWOBHM. Além do mais este disco é considerado um clássico entre os clássicos.
Este álbum em poucas semanas chegou à quarta posição no top britânico. Estes trabalhos contem novas versões de ‘Prowler’ e ‘Iron Maiden’.
História do Maiden
Mais tarde em agosto de 1980 tocaram no ‘Readind Festival’ (três dias de festival), junto com Ozzy, Girlschool e Gory Gallegher. Neste festival a banda obteve ótimas criticas por toda a imprensa especializada, cabe mencionar a aparição em cena de ‘Eddie the Head’ o monstro criado pelo ilustrador ‘Derek Riggs’, que aos poucos se tornou inesperadamente o mascote do Iron Maiden. Em pouco tempo conseguiram fazer uma pequena turnê junto com o ‘Kiss’ de agosto a outubro de 1980.
Entre todos esses ocorridos, era lançado um novo trabalho chamado ‘Women in Uniform’ que também incluía a música ‘Ivasion’ uma das músicas lançada no ‘The Soundhouse Tapes’.
Neste single Eddie aparece caminhado abraçado com duas garotas, mas não se da conta que há uma mulher do exército com um fuzil preste a atirar, mais uma vez a mulher a atirar se parecia com a primeira ministra Margaret Thatcher, novamente isso levantou polemica na Inglaterra.
Depois que a turnê com o Kiss acabou, Dennis Stratton foi demitido do Maiden, as razões foram ‘diferenças musicais’ e alguns dizem que ele não estava a favor do Maiden.
Três anos depois de ser demitido Dennis forma uma banda chamada ‘Lionheart’, na qual não passou do anonimato.
O substituto para Dennis Stratton foi Adrian Smith, um jovem tímido que já havia tocado com Dave Murray na já mencionada banda ‘Urchin’, Adrian Smith nasceu no dia 27 de fevereiro de 1957 e foi criado ao lado de Dave Murray em East End de Londres, ambos os guitarristas transformaram–se no braço de ferro do Iron Maiden, os solos sempre se iniciavam com Dave e Adrian os terminava.
História do Maiden
Já com a formação de Harris, DI’Anno, Burr, Murray e Smith entraram em estúdio para gravar seu segundo álbum, ‘Killers’ e é nesse momento que aparece outro dos personagens inseparáveis da banda o produtor ‘Martin Birch’, que já havia trabalhado na produção de outras bandas importantes como ‘Deep Purle’ e ‘Whitesnake’. Birch com o tempo passou a influenciar a banda de uma maneira total sobre o Maiden. A potencia de ‘Wrathchild’, ‘Murders in the Rue Morgue’ e ‘Killers’ que davam ressaltos de uma melhor qualidade sonora, DI’Anno cantava com mais agressividade, mas também tem uns momentos suaves como na faixa ‘Prodigal Son’. O disco é lançado no dia 2 de fevereiro de 1981.
Na capa de Killers, Eddie aparece com uma imagem terrificada, com um machado ensangüentado na mão e acaba de assassinar uma de suas vitimas. Detalhe curioso é que nos prédios ao redor de Eddie se pode ver uma luz com as letras de ‘Ruskin Arms’.
Com o lançamento de ‘Killers’ se produziu à primeira turnê mundial do Maiden com 125 shows pela Europa, EUA, Canadá e Japão, neste ultimo o Maiden gravou algumas músicas que acabaram sendo registradas em ‘Maiden Japan’ cujo nome havia sido uma referencia o lendário ‘Made in Japan’ do Deep Purple.
Em maio de 1981 editaram seu primeiro vídeo oficial chamado ‘Live at the Rainbow’ com 30 minutos de duração com a formação que gravou Killers, neste vídeo podemos conferir o Maiden ainda em seu inicio e um brilhante concerto realizado na desaparecida ‘Rainbow’.

Nenhum comentário:

Postar um comentário